Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Letras e Acordes



Terça-feira, 15.03.16

Arranja-me um emprego

 

G                   A7          D                   G     

    Tu precisas tanto de amor e de sossego

 

           F#7                  Bm 

e eu preciso de um emprego

 

C   D    G

 

                  A7           D                        G

se mo arranjares  eu dou-te o que é preciso

 

         F#7            Bm

por exemplo o paraíso

 

                      Em        A               D

ando ao deus-dará perdido nessas ruas 

 

                         G                A                  F#

vou ser mais sincero sinto que ando às arrecuas 

 

                   Em           A              D

preciso de galgar as escadas do sucesso 

 

        G                      F#7

e por isso é que eu te peço 

 

                             Bm

arranja-me um emprego 

 

                              E7                                 Am

Arranja-me um emprego pode ser na tua empresa

 

           D       Am          D               G 

concerteza que eu dava conta do recado

 

        C                D

e pra ti era um sossego

 

G   C D   G

 

 

Se meto os pés para dentro 

a partir de agora 

eu mete-os para fora 

se dizia o que penso 

eu posso estar atento 

e pensar para dentro 

se queres que seja duro 

muito bem serei duro 

se queres que seja doce 

serei doce, ai isso juro 

eu quero é ser o tal 

e como tal reconhecido 

e assim digo-te ao ouvido 

arranja-me um emprego 

 

Arranja-me um emprego 

pode ser na tua empresa 

concerteza 

que eu dava conta do recado 

e para ti era um sossego 

 

Sabendo que as minhas intenções 

são das mais sérias 

partamos para férias 

mas para ter férias 

é preciso ter emprego 

espera aí que eu já chego 

agora pensa numa casa 

com o mar ali ao pé 

e nós os dois 

a brindarmos com rosé 

esqueço-me de tudo 

com o por-do-sol assim 

chega aqui ao pé de mim 

arranja-me um emprego 

 

Arranja-me um emprego 

pode ser na tua empresa 

concerteza 

que eu dava conta do recado 

e para ti era um sossego 

 

Se em mandasse neles 

os teus trabalhadores 

seriam uns amores 

greves era só 

das seis e meia às sete 

em frente a um cassetete 

primeiro de Maio 

só de quinze em quinze anos 

feriado em Abril 

só no dia dos enganos 

e reivindicações 

quanto baste ma non troppo 

anda, bebe mais um copo 

arranja-me um emprego 

 

Arranja-me um emprego 

pode ser na tua empresa 

concerteza 

que eu dava conta do recado 

e para ti era um sossego

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Logic às 20:25



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031




Arquivo

2016